segunda-feira, 27 de agosto de 2007

direto e reto

sê inteiro
- íntegro -
como quando ladrilhos
testemunham teu íntimo

sê genuíno
tanto em público
como quando ficas
recluso

(e defecas
- fidedigno -
no esgotomundo)

ante
seu ego
ecos outros
ascos
:
sê exato

(como quando
entre paredes
te rendes
ao mais lídimo
ato)

5 comentários:

Anônimo disse...

...este é seu, né?
Aplausos.

Vou me atentar mais aos nomes anexados aos textos, pois na pressa de te ler, às vezes não me atento que não é seu o poema que publica no seu blog (entenda como falha de Fã, quase um ato falho, risos).

Viral.

Felipe Vasconcelos disse...

Valéria, eu fico abismado com sua originalidade e com a velocidade da sua produção. Que se escreva muito acontece por aí, mas não com essa beleza e significação. Adorei este aqui. Por quê os dois pontos? Para assegurar o ritmo? Ou para também ser exato ante estes dois pontos? Ou os dois?

vαℓéя!α tαяeℓhσ disse...

viral, no textura sempre assino meus poemas. neste blog não (veja nos créditos), então quando não constar nome de ninguém, pode ter certeza que é meu. captou? ;)

muá procê!

felipe: que "felipecidade", você por aqui!!!
não tenho escrito muito, mas tenho um monte de rascunhos que volta e meia vou ajeitando daqui, podando dali, enxertando acolá e eles me salvam ~> fora os colaboradores que andei "aliciando" por aí ;)

os dois pontos? (parece aquela pergunta dos pontinhos ~> o que são dois pontinhos pretos no banheiro? R: Uma blacktéria e um pretozoário ;)
ai, desculpe, mas não resisti!

os pontos são mesmo para marcar uma pausa (breve)...fui ler o poema em voz alta e senti que ele pedia um break naquele trecho.

valeu, querido!

Anônimo disse...

...um pouco difícil tantas considerações para meu entendimento limitado, mas acho que um dia ainda vou captar.

tank's for "explication" (AND EXCUSE-ME "A FAIA").

vIRAl => (agora melhor informado e sabendo um pouco mais das cousas)

Felipe Vasconcelos disse...

Felipecidade? hehehe

Eu adorei estes dois pontos; já li milhões de coisas neles!