sexta-feira, 22 de maio de 2009

Descanse em paz

Sou essa água
Que não pode ficar parada

Azeda

Transmite as mais diversas
Doenças

A tranquilidade não me acalma
Contamina

Engulo os dentes
Na implosão de uma palavra

Meu equilíbrio se abala
Quando tudo para

De girar

É sempre preciso
Mais

Vertigo

E se acabarem os motivos
Reviro

Meu lixo



Everton Behenck

8 comentários:

apesardoceu disse...

adorei

beijo!!!

(marta selva) disse...

se eu te falasse o quanto tu falaste exatamente o que eu queria falar hj.
tenho engolido dentes..

;*,lindas palavras por aqui.

tonhOliveira disse...



Comentei no INTRO também...
Muito bom tudo, pena que não estas postando.
Beij♥!

... disse...

amei! :D veja meus poemas pff!

Colecionadora de Silêncios disse...

Nossa! Que maravilha de poesia!
Adorei! Parabéns!

Beijos

valéria tarelho disse...

O autor dessa maravilha é o Everton Behenck, do blog 'apesar do céu' [o primeiro que comentou aqui] :))

beijo!

Rosangela disse...

A poesia sempre se faz atual, não é Valéria?
Conhecendo mas este espaço seu, gostei.

Fanzine Episódio Cultural disse...

COMO PARTICIPAR NAS EDIÇÕES DO EPISÓDIO CULTURAL?
O Fanzine Episódio Cultural é uma publicação bimestral sem fins lucrativos, distribuído na região sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Belo Horizonte e Salvador-BA. Para participar basta mandar um artigo: poema, um conto que não ultrapasse 1 folha inteira no word (Times Roman 12). Pode mandar também artigos que abordem: cinema, teatro, esporte, moda, saúde, comportamento, curiosidades, folclore, turismo, biografias, sinopses de livros, dicasde sites, institutos culturais, entre outros.
Mande em anexo uma foto pessoal para que seja publicada juntamente com a sua matéria.. Mande também (se desejar) uma imagem correspondente ao assunto abordado. Caso o artigo não seja de sua autoria, favor informar a fonte.
PARA ENTRAR COM CARLOS (Editor)
Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1464676950&ref=profile
machadocultural@gmail.com